quinta-feira, 3 de maio de 2012

Coroai-me de rosas




Coroai-me de rosas
Ricardo Reis

Coroai-me de rosas,
Coroai-me em verdade,
De rosas —
Rosas que se apagam
Em fronte a apagar-se
Tão cedo!
Coroai-me de rosas
E de folhas breves.
E basta.

1 comentários:

Casa da Rê etc e tal... disse...

Oi Fátima, eu olhei seu blog todo! Cada uma mais linda que a outra! Como eu te falei quando vc fez a costureira e a roqueira para mim, eu não era fã dessa magrela, mas ela é muito graciosa. A Costureira fica na mesinha da minha máquina de costura, claro, e a de caveirinha eu pendurei no meu armário, adoro olhar todo dia para ela! Bem, será que vc faz uma igual a essa para mim? só que em azul? azul quadriculado e alguma estampa azul miudinha ou de florzinha na saia. Gostei do peitinho e perninhas quadriculadas e a saia de estampado. Se sua agenda tiver muito cheia para agora, não tem problema não, pode ser para depois das festas. Meu e-mail: pereira_renata@limao.com.br
bj grande

Postar um comentário